Missa de 13.05.2012 “Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado”

Neste Sexto Domingo da Páscoa, celebramos o evento Bote Fé, acolhendo a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora. Na Liturgia deste domingo, unamo-nos aos jovens, feliz esperança de um mundo novo, para fortalecer os nossos relacionamentos com o próximo. Na Paróquia São Pedro, em Taguatinga (DF), a Santa Missa das 8 horas foi presidida pelo Padre José Alves, assistido pelo Diácono Francisco. Nossa resposta ao Salmo foi: “O Senhor fez conhecer a salvação e revelou Sua justiça às nações”.

Evangelho: João 15, 9-17

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 9“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. 10Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. 11Eu vos disse isso, para que minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena.12Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. 13Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos. 14Vós sois meus amigos, se fizerdes o que vos mando. 15Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.16Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que então pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. 17Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

– Palavra da Salvação. 

– Glória a vós, Senhor.

O sacerdote saudou a comunidade e iniciou a homilia dizendo que o Evangelho nos fala do amor, palavra tão bonita, mas que, nos tempos atuais, tem sido banalizada. Sem amor, não há vida. O amor cura, liberta, promove a vida. A falta de amor gera o rancor, a falta de bem querer, o desejo de vingança. Ninguém conhece a Deus se não ama, porque o amor vem Deus. E como podemos dizer que amamos a Deus que não vemos e não amamos o irmão que podemos ver?

Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. O amor de Jesus não foi expresso somente com palavras, foi prático também: ressuscitou seu amigo Lázaro, curou os leprosos, os cochos, os cegos e surdos. Curou o coração das pessoas. Tudo isso foi obra e transbordamento do amor.

“Ninguém tem maior amor que aquele que dá a vida por seu irmão”, é o que nos diz o Evangelho de hoje. O primeiro desafio é viver o amor dentro da família, cumprindo as promessas feitas no dia do casamento, diante de Deus e da comunidade. E daí partir para viver o amor onde quer que estejamos.

O amor é o alimento da vida. Quantas pessoas encontram-se depressivas e um gesto de amor e de carinho são capazes de trazer alento e até mesmo a cura dessas pessoas. Muitos de nós sofremos com a falta de amor, falta de carinho, falta da presença dos outros. Já nascemos dependentes do amor, do calor humano, não conseguimos viver isolados. Ao viver os dois primeiros mandamentos: “Amar a Deus sobre todas as coisas” e “Amar ao próximo como a ti mesmo”, estaremos vivendo, com certeza, os demais mandamentos.

O amor está intimamente unido à solidariedade. Padre José lembrou as palavras de Jesus ao paralítico: “Levanta-te e anda”. Como é bonito fazermos o mesmo dizendo “Levanta-te e anda” a alguém que está caído – um amigo, um pai, um filho, um desconhecido, cedendo nosso tempo, nossos ouvidos, num gesto de compreensão, amor e misericórdia. É um ato de amor levantar os caídos, encorajando-os a seguir adiante na caminhada.

Nesse dia tão sublime, queremos dar a mais que justa retribuição às nossas mães, que nos deram a vida, o amor e carinho, criando-nos em nossas famílias, instituição para se viver o amor, rumo ao Cristo. Ao final da Santa Missa, a comunidade tomou café da manhã em comemoração às mamães e o seu dia, inclusive com um delicioso bolo abençoado pelo Padre José no momento da ofertório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *